Parabéns Alagoinhas,

160 anos de orgulho!

   
 
Orgulho de ser brasileira, baiana, nordestina, pujante e de um povo hospitaleiro, honesto, trabalhador, incansável e que todos os dias busca por seus objetivos, de crescer , de ser feliz, de realizar sonhos. Sonhos que proporcionam o bem estar da comunidade, sonhos de grandeza fisica, grandeza de alma, de coração. Coração hospitaleiro, aberto e pronto para servir. Servir aos vizinhos, aos visitantes, aos amigos, aos passantes. Passantes que as vezes ficam se estabelecem, crescem e se tornam como nativos. Nativos que enchem o peito de orgulho e gritam, obrigada minha grandiosa e amada terra natal, minha amada Alagoinhas!

Uma homenagem da diretoria da UAMA
Alagoinhas 02 de julho de 2013


DATAS QUE ASSINALAM SUA EXISTÊNCIA
ORIGEM FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO MUNICIPIO DE ALAGOINHAS

FINS DO SÉCULO XVIII.
Ocupação das inabitadas terras descobertas por um culto, nobre e abastado Sacerdote Lusitano, cujo nome não consta dos registros históricos. De início foi essa gleba feraz e prestadía, popurlamente denominada "FONTE DOS PADRES" , "LAGOINHA" E "LAGOINHAS" oficialmente, "ARRAIAL" e "VILA DE ALAGOINHAS", hoje bairro de "ALAGOINHAS VELHA". Na época foi levantada a Capela de Santo Antonio, ás expensas do referido Sacerdote, e ainda em ruinas.
Assegura um informante Sr. Celso Mendes Machado, que o mencionado Sacerdote chamava-se JOÃO AUGUSTO MACHADO.

- 1802
Fundação da "Capela Jesus Maria José" no local que veio a chamar-se "Igreja Nova", hoje "Boa União".

- 1810
Nasce no antigo Distrito de Irará, do então Municipio de Agua Fria, o fundador da hoje cidade de ALAGOINHAS,José Moreira De Carvalho Rego. Seu falecimento, deu-se a 17 de Agosto de 1889.

- 1816
15 de Outubro: Criação de ALAGOINHAS, por Resolução Régia de D. João VI.
07 de Novembro: Nomeação do 1° Vigário da Fraguesia de Santo Antonio, - Padre José Rodrigues Pontes, sucedendo ao sacerdote anteriormente referido. A criação da Freguesia por Alvará de D. João VI, deu-se devido ao esforço do padre José Rodrigues Pontes, que veio a falecer em 1830.

- 1832
10 de Setembro: Nasce em Itapicurú de Cima, Pedro Rodrigues Bastos, um dos principais incentivadores da criação da CIDADE DE ALAGOINHAS, tendo seu falecimento registrado a 25 de Junho de 1910.

- 1852
16 de junho: Criação do MUNICIPIO DE ALAGOINHAS, pela Resolução Provincial n° 442, com elevaçaõ do Arraial a Vila, nessa época distrito de Inhambupe já há 36 anos (1816 a 1852).

- 1853
("Vide Alagoinhas e seu Município")
02 de Julho: Instalação oficial da Vila e MUNICÍPIO DE ALAGOINHAS, posse da 1° Câmara Municipal, tendo como presidente do Conselho o Cel. José Joaquim Leal.

- 1855
Nasce em Inhambupe Anisio Pinto Cardoso, um dos cooperadores do crescimento local, como comerciante e político. foi fundador do periódico "Correio de Alagoinhas", em 1905.

- 1857
Declaração de Limites do Município, pela Resolução Provincial n° 670; confirmação dos mesmos limites em 13 de Junho de 1859, pela Resolução Provincial nº 749, quer para o Município, quer para a Freguesia de ALAGOINHAS.

- 1859
Declarados os Limites Municipais pela resoluão provincial nº 670, de 1857 e confirmado em 18 de Março de 1865.

- 1863
13 de Fevereiro: Chegada dos Trilhos da Estrada de Ferro, "Companhia Inglesa" no local da hoje cidade.
Inicio da construção das primeiras casas cobertas com telhas, na praça do comércio, hoje Praça J. J. Seabra, pelo Capitão Pedro Rodrigues Bastos.
Construção da Capela S. do Bonfim, depois denominada Matriz, sob o orago de Santo Antonio, antiga Matriz da Vigaria Episcopal, e hoje Catedral Santo Antonio.

- 1864
Edita-se o 1º Jornal Periódico " O Noticiador Alagoinhense", fundado por José Justino da Silva Teles, o precursor da impressa local.

- 1865
18 de Março: Confirmação dos Limites Eclesiásticos da Freguesia de Santo Antonio de Alagoinhas, ainda do Municpío e da Jurisdição Civil.

- 1868
16 de Abril: Transferência da sede da antiga ALAGOINHAS, para a atual, em cumprimento a Resolução Provincial nº 13, dessa data.
Outubro: Inicio da realização das feiras semanais, aos Sábados, na nova Vila de Alagoinhas.

- 1869
Levantamento do 1º Cruzeiro (em madeira), localizado ao sul de Alagoinhas Velha, denominando-se "Cruzeiro do Deserto"
Levantamento do 2º Cruzeiro (em madeira), com pedestal de pedra e cimento, na Praça da República que passou a chamar-se "Praça do Cruzeiro, hoje Praça Ruy Barbosa". Esse cruzeiro foi retirado, ao ser modernizado o logradouro público.

- 1871
A antiga Capela de Santo Antonio foi elevada a Matriz de Santo Antonio de Alagoinhas, tornando-se sede da Freguesia.
28 de Maio: Transferência da sede da Freguesia de Alagoinhas para o distrito de Igreja Nova.

- 1872
28 de Julho: Confirmação da criação da Freguesia de Santo Antonio em Alagoinhas, por transferência do Distrito de Igreja Nova.

- 1874
12 de Julho: Inauguração da Estação dos Correios e Telégrafos, situada a Praça do Cruzeiro, passando a 22 de Outubro de 1929, para um prédio na Rua Anísio Cardoso e, posteriormente, para o edifício próprio, levantado ao lado da Prefeitura Municipal.

- 1875
Junho: Início da construção dos alicerces do edifício da Câmara, Fórum e Prefeitura, por iniciativa do Comendador Moreira Rego, então presidente da Câmara Legislativa.

- 1877
28 de Abril: Criação da Comarca de Alagoinhas, pela Resolução Provincial nº 1726, de 21 de Abril de 1877 e instalada aos 20 de Outubro do mesmo ano ao empossar-se o 1º Juiz de Direito, o Dr. Ignácio Accioly de Almeida, e classificada em 1º Entrância, com os termos da sede e de Santa do Catú.

-1879
Inauguração do Prédio situado à Rua Anisio Cardoso, antiga Rua da Câmara, em o qual a "Sociedade Filarmônica Euterpe Alagoinhense" esteve instalada por longos anos, até 1971.

-1880
07 de Junho: Elevação da Vila a Cidade pela Lei Provincial nº 1957, compondo a Municipalidade, os Distrítos:Sede Araças, Aramarí, Riacho da Guia e Igreja Nova.
18 de Novembro: Inauguração do trecho da Estrada de Ferro entre ALAGOINHAS (estação de prolongamento) e Serrinha, com 110,581Km de extensão.
02 de Dezembro: Inauguração de parte do edifício do Paço Municipal, em frente a linha férrea.

- 1881
21 de Maio: Alagoinhas tornou-se Distrito Eleitoral.

- 1883
Fundação da 1º Banda Musical, com o nome "Sociedade Beneficente União Ceciliana", por Robato João e sob a regência de Honório Marques, organização que depois passou a denominar-se "Sociedade Filarmômica União Ceciliana". Na época, tambem, existiu a "Sociedade Filarmômica Orfesina".

- 1884
24 de Maio: Instalação e inauguração da "Loja 24 de Maio", de propriedade de João da Costa Chagas.
14 de Julho: Início da construção do trecho da Linha Férrea ALAGOINHAS-Timbó, medindo 82,588Km, e cuja inauguração se verificou em Dezembro do mesmo ano.
19 de Dezembro: Inauguração do Mercado Público Municipal, quando presidente da Câmara o Edil Miguel Pinto da Silva. Essa importante construção foi demolida na administração de Antonio Figueredo Carneiro.

- 1885
04 de Setembro: Inauguração do Serviço de Iluminação Pública, com 60 lampiões a querosene; depois em 06 de Janeiro 1887, foi aumentada em 40 lampiões, e ainda em 08 de Agosto de 1894 foram acrescidos mais 25 lampiões, com estudos para tornar a iluminação a gás acetileno.
07 de Setembro: Inauguração da Praça do Mercado, hoje Praça da Bandeira.

- 1889
17 de Novembro: Registrou-se a 1º Adesão, no Estado da Bahia, "franca e sem restrições", ao Movimento Republicano, vitorioso na Capital do País, e consignada por meio de um despacho telegráfico com numerosas assinaturas.
19 de Novembro: Verificada a Proclamação da República a 15 de Novembro, a Municipalidade em Reunião Extraordinária da Câmara, oficializou a adesão do dia 17, inaugurando o "Centro Republicano Provisório Alagoinhense".
29 de Novembro: Verificou-se a adesão do Distrito de Riacho da Guia, à Proclamação da República e ao Centro Provisório Alagoinhense.

- 1890
20 de Janeiro: Posse do primeiro Conselho Municipal e do Intendente Dr. José Ignácio da costa, tendo sido nomeado pelo Governo do Estado; e oficializada a criação do Centro Republicano Alagoinhense.
Outubro: Inauguração do Hospital de Variolosos que ainda continuou em construção.

- 1891
Ficou concluída a construção do Pavimento Térreo do Paço Munipal, frente à Praça do Mercado, passando a funcionar ali o Quartel da Policia e as Cadeias Públicas, quando Intendente Pedro José Devay.

- 1892
Criação do Clube de Oficiais da Guarda Nacional, no governo Campos Salles.
Inicio das obras de ampliação do Cemitério Municipal, na administração Pedro José Devay, tendo as primeiras carneiras-sepulturas sendo construídas no ano de 1896.
Fundação do periódico "O Trabalho", tambem editado diariamente, em determinada fase, sob a direção e redação de João Lopes, Mares de Souza e André Costa.

- 1893
Setembro: Conclusão das obras do andar superior do Paço Municipal, quando Intendente João Antonio da Costa Dórea e Presidente da Câmara Ignácio Paschoal Bastos.
08 de Dezembro: Fundação da "Sociedade Filarmônica Euterpe Alagoinhense", tendo como protetora N. S. da Conceição. Os Estatutos Sociais foram elaborados em 1899 por Benevides Macedo Silva, Mares de Souza e Eustórgio Velloso.

- 1895
Elevação da Comarca a 3º Entrância, que em 1900, em obediência a uma Revisão Geral, voltou a ser de 2º Entrância.

- 1896
02 de Fevereiro: Fundado e editado por, André Costa, o semanário "O POPULAR", tendo o mesmo deixado de circular por falecimento do seu proprietário, em 14 de Janeiro de 1925. A ultima edição foi em homenagem a seu fundador.

- 1897
Deflagração da Guerra de Canudos, ocasião em que ALAGOINHAS começara a acolher as Tropas Federais e Estaduais de passagem pelo seu municipio, destinando-se aos campos de combate, quando da luta contra seu seu chefe ANTONIO CONSELHEIRO, e ainda dando assistencia aos feridos trazidos dalí.

- 1898
Março: Inauguração do Viaduto Senador José Justino, na entrada da Rua Manoel Vitorino, Teresópolis, ponte sobre o Rio Catu.
Chega a ALAGOINHAS, para desempenho de Missão Médica, o Dr. Américo Barreira.

- 1901
Abril: Inauguração da ponte sito a Rua Severino Vieira, sobre o Rio Catu.
27 de Outubro: Conclusão de uma parte das obras do Hospital Variolosos, iniciada em Outubro de 1890 e concluídas em 19 de Setembro de 1926.
Organização dos Clubes Carnavalescos, "Filhos do Sol", "União Juvenil" e "Cavalheiros de Veneza", sendo seus fundadores os cidadãos de nacionalidade Italiana, residentes na cidade e ainda uma ala de moças Alagoinhenses, apresentando-se ao público até 1910.

- 1902
02 de Julho: Inauguração oficial do edifício do Paço Municipal, Câmara, Fórum e Prefeitura, quando Intendente Ignácio Paschoal Bastos (em substituição ao titular Dr. João Antonio da Costa Dórea, licenciado); e Juiz de Direito Dr. Ezequiel Pondé. Na oportunidade foram inaugurados os retratos do fundador da cidade, comendador MOREIRA REGO, no salão do conselho e do Intendente Cel. Ignácio P. Bastos no salão nobre.
10 de Agosto: Lançamento do livro"Alagoinhas e seu Municipio", de autoria do Dr. Américo Barreira.

- 1905
12 de Maio: Fundação do "Correio de Alagoinhas", por Anisio Pinto Cardoso, tendo sido substituído na direção pelo Dr. Graciliano Pedreira de Freitas, sendo chefe das oficinas o gráfico Domingos Epiphanio de Queiroz. Circulou até 1945.

- 1909
A "Greve Ferroviária" foi um movimento de repercussão no Estado, tendo à frente o Cônego José Alfredo de Araújo, saiu vitoriosa, favorecendo o operário grevista.

- 1910
23 de Julho: Falece em Quixadá, Estado do Cerará o Dr. Américo Barreira.

- 1912
Início do funcionamento do Colégio Jesus, Maria, josé, permanecendo até 1929, dirigido pelo Professor Mário Laerte Moreira.
19 de fevereiro: Fundação da Sociedade Terpsychore 1º de Novembro, que criou em 1913 o grupo musical 1º de Novembro, agremiação social fundado pelo Alagoinhense Antonio Carneiro de Sá.

- 1913
Início do Movimento Esperantista, filiado a Liga Brasileira de Esperanto, e dirigido por Carlos de Souza Cunha. Em 1939 tiveram reinício as aulas do curso, diplomando-se a 1º turma de alunos.

- 1919
Fundação do "Tupy Foot-ball Club", sob a presidência de Nicola Farani, dando lugar à continuidade do movimento esportivo reinante na cidade.
03 de Dezembro: Primeira conferencia do Cons. Ruy Barbosa, em sua campanha politica pelo interior do estado da Bahia, e realizada no edifício da Prefeitura Municipal. Na ocasião, foi inaugurado o seu retrato da galeria do Conselho Municipal, e tambem a Praça do Cruzeiro que posteriormente passou a denominar-se Praça Ruy Barbosa.

- 1920
Fundação da Santa Casa de Misericórdia
, por um grupo de sócios da antiga Guarda Nacional.

- 1921
07 de Dezembro: Fundação do Elegante Club, por iniciativa de Secundino de Souza Caldeira e filho e João Pinho, com apoio da sociedade Alagoinhense. Depois em 02 de Dezembro de 1942 passou a denominar-se Rádio Club de Alagoinhas, voltando a ter a denominação primitiva em 02 de Outubro de 1949, e, finalmente passou a chamar-se Associação Cultural e Recreativa de Alagoinhas- ACRA.

- 1924
Início do serviço de iluminação elétrica da cidade, pelos irmãos Diomedes Robatto e Alexandre Robatto.
24 de Dezembro: Falece em Alagoinhas o jornalista ANDRÈ COSTA, fundador do periódico local O Popular.

- 1925
28 de Fevereiro: Reinício de atividade do jornal O POPULAR, sob a direção e propriedade de Salomão Barros, tendo deixado de circular em Novembro de 1943.
Instalação da Escola Remington de Alagoinhas, por José de Santos Queiroz.
29 de março: Entronização da imagem de CRISTO no salão do júri da cidade; e inauguração do retrato a óleo do Dr. Pedro F. de Souza Pondé, ex juiz de Direito da Comarca.
25 de Abril: Falece em Salvador, o Dr. Pedro Faustino de Souza Pondé. Em favor de sua família foi iniciada pelo jornal A TARDE de Salvador, e secundado pelo O POPULAR de Alagoinhas, uma campanha pró Casa do Bom Juiz.
Julho: Foi instalado pelo Dr. Pedro da Costa Dórea, em sua residência um aparelho Rádio-telefônico, para uso da família e dos amigos em particular. Anteriormente o fotografo carioca Samuel Mayo Lopes, apresentara, em residência particular, a sua parelhagem já em funcionamento.
Agosto: Foi cogitada a ampliação do Serviço de Luz Elétrica, que em fase experimental já funcionava na cidade desde 1924, sendo que o fornecimento de luz ao público fôra iniciado em Outubro de 1925, com a participação de Humberto Meyer Robatto e Alexandre Robtto.
24 de Dezembro: Inauguração do Serviço de Transporte Coletivo da Viação Urbana de Alagoinhas de propriedade e direção dos irmãos Antonio Martins de Carvalho Jr. e Alceu Martins de Carvalho, sob a firma A. Martins e Carvalho & Cia Ltda.

- 1927
03 de Maio: Apresentação pública da 1º Edição do Jornal Falado, editado nos salões do Elegante Club.
Junho: Apresentação em público, por colegiais e executado pela Sociedade Philarmonica Euterpe Alagoinhense, do Hino de Alagoinhas, música de autoria do Prof. Luiz Paulo de Santa Izabel e letra do Poeta e Jornalista João Pinho, tendo sido, o mesmo hino entregue a prefeitura para ser oficializado.
28 de Junho: Faleceu em Salvador o Dr. Graciliano Pedreira de Freitas, antigo diretor dos Correios e Telégrafos da Bahia e grande amigo de Alagoinhas onde teve ação politica partidária atuante.
10 de Julho: A Empresa de Luz Elétrica Diomedes Robatto, teria suspenso seu funcionamento em função do reduzido numero de consumidores, o que não se concretizou senão quando pelas instalações do Serviço de Luz e Força Elétrica, feita pela municipalidade.
15 de Novembro: Inauguração do Pavilhão-bar do Square da Praça Dr. Seabra.
15 de Abril: Reabertura da Agência Postal do Prolongamento (2º Distrito da Cidade).

- 1928
15 de Agosto: Inauguração da Capela da Rua Conselheiro Dantas, antiga Rua do Inhambupe, hoje Pça Kennedy.

- 1929
Inauguração do Serviço de Luz e Força Elétrica da Cidade, pela Prefeitura Municipal no governo de Saturnino da Silva Ribeiro e governador do estado o Dr. Victal Henriques Soares.
17 de Novembro: Instalação provisória da Estação Telefônica desta Cidade, no 2º Distrito - Rua XV de Novembro quando ALAGOINHAS, pela palavra do seu Intendente Saturnino da Silva Ribeiro, falou com a cidade de Santo Amaro.

- 1930
15 de Março: Inauguração do Serviço Telefônico, ligando Alagoinhas à Capital e a outras localidades, de propriedade de uma empresa particular.
07 de Setembro: Constituição da Sociedade Anonyma Gymnasio de Alagoinhas, dando inicio aos cursos primário e admissão ao ginasio, no dia seguinte.
24 de Outubro: Entrada das Forças Militares Revolucionárias na cidade, após verificar-se a vitória da Revolução, contando com a rendição das Tropas Legalistas.
08 de Dezembro: Circulou na cidade o Diário Popular, segundo órgão jornalístico com publicação diária na cidade, sob a direção de Salomão Barros, em substituição ao periódico O Popular, tendo sido editado até 11 de Março de 1931.

- 1931
18 de Janeiro: Fundação da linha de Tiro de Guerra nº 110, cujo funcionamento teve início em abril do mesmo ano, sob o comando do então 1º Sargento-Instrutor José Joaquim Saback. Anteriormente, o seu funcionamento deu-se sob a denominação de Tiro de Guerra nº 339.
Fundação da Sociedade Philarmonica Lira Operaria, com sede à Rua Luiz Viana, sob a maestria do musicista José Pedro de Jesus, e dissolvida em Agosto de 1936.
11 de Novembro: Por plebiscito popular, confirmado por decreto municipal dessa data, ALAGOINHAS passou a denominar-se Cidade Joaquim Távora, voltando posteriormente a antiga denominação.
O Dr. Aloysio Henrique Barros Porto, Juiz de Direito da Comarca, foi nomeado Secretáriodo Interior e Justiça, passando depois a exercer as funções de Conselheiro de Justiça Estadual.
O Gymnasio De Alagoinhas passou a ser dirigido, educacional e administrativamente pelo prof. Alcindo de Camargo.

- 1932
1º de Agosto: Fundação do Centro Operário Beneficente de Alagoinhas, organizado e mantido por um grupo de operários da Leste Brasileira, tendo à frente Antonio Basílio da Silva.

- 1933
30 de Abril: Inauguração solene do busto do Cons. Ruy Barbosa, à prça do mesmo nome, tendo como orador oficial o Bacharel Manoel Pinto de Aguiar.

- 1934
08 de Outubro: Inauguração da agência da Caixa Econômica Federal da Bahia, à Praça Dr. Seabra, pelo então diretor Manoel Pinto de aguiar, tendo como gerente o Bell. Edmundo Nunes da Silva e Auxiliares Mário de Almeida Britto e Gentil Dias Vila-Flor.

- 1936
Construção do Prédio do Lactário de Alagoinhas, pela Caixa Econômica Federal.
Dezembro: Diploma-se a 1º turma de Alunos-Mestres pela Escola Normal e Gymnásio de Alagoinhas.

- 1938
10 de Fevereiro: Instalação do 4º B.C. da Policia Militar em cumprimento ao Decreto nº 10.476 de 23/12/1937, tendo como primeiro Comandante o Ten. Cel. José Galdino de souza.
Abril: Fundação da Liga Alagoinhense Contra a Mortalidade Infantil, com Estautos aprovados em 1º de Novembro de 1939, funcionando em colaboração com a Liga Brasileira de Assistência e em apoio ao Lactário de Alagoinhas.
Fundação da Academia de Corte e Costura.

- 1940
10 de Maio: Fundação do Colégio SS. Sacramento, pela superiora Madre Maria de Jesus, sendo primeira Diretora Prof. Otília Marques de Carvalho.

- 1941
Início de um movimento da Comunidade Franciscana, para a construção da Igreja de São Francisco.
29 de Setembro: Fundação do Rotary Club de Alagoinhas, por iniciativa de Carlos de Souza Cunha, tendo sua Carta Constitutiva datada de 27/10 do mesmo ano.
09 de Abril: Fundação da Escola Profissional Ferroviária, sob a direção do Prof. Nelson de Paula.
Inauguração da Agência local do Banco do Brasil SA. son gerência de Renato Navarro de Brito, tendo como contador Nelson da Silva Fernandes; escriturário Felisberto Martins Garrido e contínuo Odmar Cunha.
A população da cidade tendo à frente a Irmandade de São Francisco, lança a idéia da construção da Igreja de São Francisco.
19 de Setembro: É fundada a Associação Desportiva de Alagoinhas.
05 de Outubro: è Fundada a Cooperativa de Educação e Cultura Gymnásio DeAlagoinhas, sucedendo a Sociedade Anonyma Gymnásio de Alagoinhas, e tendo como Diretores Carlos de Souza Cunha, Presidente; Salomão Barros, Secretário; e Paulo Pinto da Silva, Tesoureiro.

- 1942
É adquirido por compra , pela Cooperativa de Educação e Cultura Gymnásio de Alagoinhas, o terreno onde foram feitas as instalações do Gymnásio, cuja primeira parte edificada foi concluída em 1944.
Falece em Salvador, o Cel. Ignácio Paschoal Bastos, nascido a 10 de Fevereiro de 1860 na antiga Vila de Soure, Municipio de Itapicuru.

- 1943
1º de Junho: O topônimo do Distrito de Igreja Nova, no municipio de Alagoinhas é alterado, por Lei estadual nº 12.978, para Bôa União.
07 de Julho: Partida do Corpo Expedicionário da Bahia, juntando-se aos demais brasileiros de outros estados com destino a Itália, tomando parte os Pracinhas Alagoinhenses.
Outubro: Inauguração da Empresa Rádio Difusão e Amplificadora de Alto-Falantes, de propriedade e direção técnica de Juvenal Aquino Casaes.

- 1944
13 de Agosto: Fundação do Grêmio de Estudos Pethion de Villar, constituídos de intelectuais, professores, Jornalistas, Advogados, Médicos e \Militares.
05 de Novembro:Inauguração do Hospital Dr. Dantas Bião.

- 1945
Setembro: Inauguração da Liga Baiana Contra o Analfabetismo, tendo sido instalada na Escola Senador Manoel Villaboim, em 02 de Julho do mesmo ano havia sido construída a Escola André Costa, tambem mantida pela L.B.C.A.
23 de Dezembro: Posse do Ten Cel. Philadelpho Pereira das Neves, como Comandante do 4º B. P.M. BA.

- 1947
07 de Setembro: Início da irradiação do programa Alagoinhas em 15 minutos, pela Rádio Excelsior da Bahia, organizado por Salomâo Barros e divulgado até 30/01/1949.
Início dos trabalhos de reparo geral no edifício da Prefeitura Municipal, administração de Altamirando Cerqueira Campos.
Início do Curso Ginasial, sob a orientação e direção da Cooperativa de Educação e Cultura Gymnasio de Alagoinhas.
Setembro: Reinstalção da Legião Brasileira de Assistência, sessão da Bahia em Alagoinhas.
08 de Outubro: Fundação do Grêmio Dramático Santa Cruz, sob a direção artística de Marcel Boiron.
Outubro: Esteve na cidade o Engenheiro João Marquesine, estudando o plano de implantação do Serviço de Aguas e Esgoto na sede municipal, (demorando-se até 31/12 do mesmo ano) por determinação do então Governador Octávio Mangabeira, na gestão municipal de Altamirano Cerqueira Campos.
05 de Novembro: É fundado o Clube Comandos Alagoinhenses, Volley e Basquetebol.
17 de Novembro: Inauguração do Square na Praça Alfredo Araújo, administração Mário da Silva Cravo. Inauguração da nova Estação Férrea de Alagoinhas à Pça. Graciliano de Freitas, tendo sido instalado dois relógios para uso público, pelo então diretor Lauro Farani de Freitas.

- 1948
Janeiro: Pela Companhia Viação Leste Brasileira, foi idealizada a construção de um prédio para abrigar 4.000 operários, no local de suas antigas Oficinas Férreas, e instalação de modernos maquinários, formando um Parque Ferroviário.
29 de Fevereiro: Inauguração da parte superior das obras de restauração material do prédio da Prefeitura Municipal em frente a Estação Ferroviária, em julho seguinte foi demolido o ultimo pavilhão a ser reformado.
11 de Abril: Inaugurção solene da Igreja de São Francisco em Alagoinhas. Chegada na cidade em romaria, pelo transporte ferroviário de Salvador, a imagem de São Francisco, confeccionada na Itália.
Apresentação do Jazz Laranjeiras, organizada e dirigida pelo Maestro José Propheta da Silveira ( Zeca Laranjeiras).
Inicio das obras de um campo de aterrissagem, nas proximidades de Alagoinhas Velha, por Walter Franco, João Dantas do Prado e João Rossi. Tambem cojitada pela Câmara a construção de um campo de aterrissagem no local denominado Abóboras.
15 de Julho: Instalação do Curso Comercial de Alagoinhas pela Cooperativa de Educação e Cultura, par auxiliares de escritório, em Dezembro do mesmo ano foi criada a Escola Comercial de Alagoinhas.
29 de Julho: Fundação do Periódico O Nordeste, dirigido por João Rodrigues Nou, e de propriedade de Joanito Rocha.
Dezembro: Instalação do Instituto Feminino Visconde de Mauá.

- 1949
Fundação do Circulo Oprerário de Alagoinhas.
Início do curso de Preparação Técnico Comercial de Alagoinhas.
15 de Outubro: Promulgada a Lei nº 02 desta data, que institue o Regimento Interno da Câmara Municipal de Alagoinhas.
Início do Serviço de Trânsito, Circunscrição com sede em Alagoinhas, sob a direção de Antonio Carlos deLimaValverde.
02 de Julho: A Comarca de Alagoinhas foi classificada em 2º Entrâcia pela lei 175.
02 de Outubro: Início das atividades sociais da Rádio Clube de Alagoinhas, anteriormente Elegante Club.

- 1950
19 de Fevereiro: Fundação do Conjunto Orquestral Os Turunas, pelos irmãos Fagundes.
Instalada a Biblioteca Escolar Ruy Barbosa, no prédio do Grupo Escolar Brasilino Viegas, pela Prof. Maria Feijó se Souza.
Fundação da Escola Datilográfica N. S. da Conceição, dirigida pela técnica Julinda Dias.
19 Dezembro: Falece o gráfico Domingos Epiphanio de Queiroz, mestre de gerações de artistas, quando à frente do Correio de Alagoinhas.
Conclusão do Curso Ginasial da 1º turma da Cooperativa de Educação e Cultura do Gymnásio de Alagoinhas.

- 1951
Implantação da rede de esgotos na parte central da cidade, como medida atenuante.
Ampliado o cemitério municipal.

- 1952
18 de Maio: Fundação da União Espirita Alagoinhense.
07 de Dezembro: conclusão do Curso de Preparação Técnico Comercial, 1º turma de Auxiliares de Escritório.

- 1954
02 de Julho: Fundação da Rádio Emissora de Alagoinhas ZYN-26.
07 de Novembro: Instalada a Liga Baiana Contra o Câncer, secção Alagoinhas.
15 de Dezembro: Fundação da Associação Comercial de Alagoinhas, tendo como presidente Gildásio D' Oliveira.
31 de Dezembro: O municipio passou a ser constituido de cinco Distritos: Sede, Araças, Aramari, Bôa União e Riacho da Guia, o Distrito de Olhos D' Agua foi anexado ao Distrito de Aramari.

- 1956
Instalação do Clube Câmara Junior, tendo como diretor o intelectual Wilson Ribeiro.

- 1958
18 de Junho: Fundação do semanário Alagoinhas Jornal, pelos jornalistas Walter Altamirano Robatto Campos e Waldo José Robatto Campos, circulou até 1971.
17 de Agosto: Instalação do Lions Clube de Alagoinhas, tendo como 1º presidente o sócio fundador Renato Bittencourt.

- 1959
Instalação do Centro Educativo Cultural, Artístico e Literário da Cidade de Alagoinhas, CECALCA, organizado por Aurélio Ângelo de Souza.

- 1960
15 de Maio: Fundação do CENEC, setor de Alagoinhas

- 1962
Inauguração da Empresa Alagoinhas de Transportes Ltda, de propriedade de altino Rocha e como Sócio Potencial Antonio Pena, depois Catuense.

- 1963
07 de Abril: O então Distrito de Aramari foi desmembrado do municipio de Alagoinhas emancipando-se pela Lei Estadual nº 1.473.
15 de Julho: Inauguração da Agência local do Banco Comercial do Nordeste, cujas atividades foram encerradas em 15 de Agosto de 1969.
21 de Setembro: Falece em Salvador a Professora Áurea Cravo, natural de Pedrão, tendo sepultura em Alagoinhas no dia seguinte.
Fundação do Núcleo de Orientação Contra o Câncer, secção de Alagoinhas, tendo como diretores o Dr. Waldo José Robatto Campos médico assistente e a prof.ª Arlinda Robato Campos.

- 1963
1º de Outubro: Início da campanha pró cobertura da Catedral de Alagoinhas, antiga Igreja Matriz.
24 de Dezembro: Fundação do Colégio N. E. Gratuito, setor municipal Aramari.

- 1964
Descoberta e sangria do 1º poço petroliféro de Alagoinhas.
Inauguração da Praça Kennedy.
Fundada a Associação Atlética Banco do Brasil, pelos funcionários do banco lotados na agência local.
Fundada a Sociedade União dos Aposentados da Leste Brasileiro com sede em Alagoinhas.
Organização da Sociedade Amigos de Alagoinhas, com a finalidade de ser fundada uma Faculdade de Filosofia.

- 1965
Pela Prefeitura Municipal foi criado o Serviço Autônomo de Águas e Esgoto, para implantação do sistema de abastecimento de água da cidade e incorporado à SAAE.
Inauguração do edifício próprio do Banco do Brasil.
É descoberto um novo lençol petrolífero na Fazenda Estevão, Distrito de Araçás.

- 1966
Início da construção do novo mercado municipal na gestão José da Silva Azi, e concluido na administração de Murilo C. Cavalcanti.
fundado o Conjunto Orquestral Os Caciques.

- 1967
Idealizado a construção de um estádio municipal.
Dois novos poços de petróleo foi descoberto no distrito de Araçás.
Foi criada a Ala Juvenil Católica por Frei Flávio.
Inauguração do sistema de abastecimento de água na cidade, administração Antonio F. Carneiro.

- 1968
14 de Fevereiro: Criação da Escola Lúcio B. Cardoso, pelo Lions Clube de Alagoinhas.
Iniciada as obras do serviço de águas e esgoto.
09 de Março: É transferida à Prefeitura Municipal, pela Cooperativa de Educação e Cultura de Alagoinhas, área de terra onde funcionava o campo da LDA, para fins da construção do estádio municipal.
13 de Abril: Inauguração da Escola Prof.ª Áurea Cravo, fundação do Ginásio Estadual de Orientação para o Trabalho.
Inauguração do posto de Puericultura e Reabilitação.
25 de Abril: Decretada pela Arquidiocese da Bahia a divisão territorial das paroquiais de Alagoinhas.
Inauguração do Cine-Alagoinhas.
28 de Abril: Posse do 1º Bispo, titular da Vigaria Episcopal de Alagoinhas, D. José Felisbert Cornelis, e realização da 1ª missa de S. Rvma., na Catedral de Santo Antonio de Alagoinhas.
27 de Setembro: Inauguração da sede própria do 4º B.C. da Policia Militar.

- 1969
Edita-se o periódico 2001, o Pequeno-Grande Jornal, sob a direção de um grupo de jovens intelectuais.
17 de Agosto: 1ª Exposição de Artes do Pintor Almiro Borges, em Alagoinhas.
Foi cogitada pelo Conselho Estadual de Educação da Bahia, a criação de um curso de enfermagem nos centros regionais, cabendo a Alagoinhas a instituição de aulas no Hospital Dr. Dantas Bião e na Maternidade da Santa Casa de Misericórdia.
19 de Setembro: Inauguração do prédio escolar em Araçás.

- 1970
Março: Inauguração do Centro Integrado Luis Navarro de Brito, criado pelo Decreto Lei nº 21.294 de Junho de 1969.
02 de abril: Fundação Do Alagoinhas Atlético Clube.
03 de Setembro: Inaugura-se a sede própria do Tiro de Guerra 110.

- 1971
24 de Janeiro: Inauguração do estádio Antonio de Figueiredo Carneiro, CARNEIRÃO.
Inauguração do Serviço de Água e Esgoto, SAAE.
Agosto: Inaugurada a sede própria do Alagoinhas Atlético Clube, filiado a CBD.
Criado por Lei Estadual nº 2.741 de 11/11/1969 a Faculdade de Educação de Alagoinhas, teve seu funcionamento pelo Decreto Federal nº62.218 de 11/02/1971.
03 de Setembro: Inaugurado o prédio próprio do INPS.

- 1972
03 e04 de Janeiro é realizado 1º vestibular da Faculdade de Formação de Professores de Alagoinhas.

10 de Novembro: Inauguração do Totem Alagoinhas, em Alagoinhas Velha.

- 1973
Criação da Bandeira Municipal de Alagoinhas, no governo Judélio Carmo.
Setembro: Inauguração da Clínica CETRO.
15 de Outubro: Idéia da criação da Diocese de Alagoinhas, aprovada em reunião do Centro de Treinamento de Líderes em Salvador.
24 de Novembro: 1ª Exposição de Artes em Salvador da Alagoinhense Lena Robatto.

- 1974
Iniciada obras de construção do Batalhão do Exercito.
26 de Dezembro: É publicada a nota Oficial de Nomeação do 1º Bispo Diocesano de Alagoinhas.

- 1975
Instalação do Bispado de Alagoinhas

- 1976
02 de Julho: Inauguração de um marco da Fundação da Municipalidade na Pça. Principal de Alagoinhas Velha.
Lançada a idéia da construção de um Museu de Artes Sacras na cidade.

- 1977
04 de Março: Inauguração da Agência local do Banco do Nordeste do Brasil.
Conhecido pelo conselho Federal o Curso De Letras da Faculdade de Formação de Professores de Alagoinhas.
Entregue pelo Governo do Estado Dr. Roberto Santos, ao prefeito de Alagoinhas o plano diretor do municipio elaborado pelo Consórcio Serete Incrementa.

- 1978
Restauradas as Praças Rio Branco e Ruy Barbosa.
20 de Maio: Inaugurado o Plano Habitacional de Alagoinhas.
06 de Agosto: Inauguração do Fórum Ezequiel Pondé.
Foi criada e instalada a 2ª CIRETRAN, com sede em Alagoinhas e abrangendo 31 municipios da região.

FONTE: VULTOS E FEITOS DO MUNICIPIO DE ALAGOINHAS.
POR: SALOMÃO ANTONIO DE BARROS.